Club de
Marília
4 de Abril

Mostrando todas as publicações dos clubes

ALMOÇO E LEILÃO DE GADO

O Almoço e Leilão de Gado do Lar do Idoso de Quatá, será realizado no próximo dia 12 de novembro, no Centro Paroquial de Quatá.  O Evento destinado a arrecadar recursos para concluir as novas instalações do Lar do Idoso de Quatá, tem a colaboração do Rotary Club de Quatá e da Loja Maçonica de Quatá.  Os convites poderão ser aquiridos no Lar do Idoso de Quatá ou com os Rotarianos e Maçons de Quatá.

Postado em 18 de Outubro de 2017 por Rotary Club de Quatá

Dia do Médico: Rotary Club de Adamantina homenageia profissionais

Na noite da última terça-feira, 17, o Rotary Club de Adamantina prestou uma justa homenagem em alusão ao Dia do Médico, comemorado em 18 de outubro. O presidente do Rotary Club, Fernando Barusso, juntamente com o Governador 2010-11, Dr. Joamyr Castro, homenagearam o Dr. Luiz Fernando Guimarães que esteve presente na festiva do clube, representando os profissionais da classe. Na oportunidade, os Rotarianos destacaram a importância do médico em nossa sociedade e a rica contribuição que o homenageado já proporcionou a população de Adamantina em sua trajetória na medicina. Em seguida, o Dr. Luiz Fernando Guimarães agradeceu a homenagem e o reconhecimento. Dando sequência a festiva, a presidente da Casa da Amizade, Nara Barusso também fez uma homenagem ao Dia das Crianças e os representantes do Rotaract Club prestaram contas do Jantar Italiano que proporcionou a doação de um freezer de 516 litros, horizontal de duas portas e um bebedouro industrial a APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Adamantina.

Postado em 18 de Outubro de 2017 por Rotary Club de Adamantina

Clube debate a função do Diretor do Protocolo

Os rotarianos que fazem parte do Rotary Club de Presidente Prudente-Nascente, no Distrito 4510 do Rotary International, na região oeste do interior do Estado de São Paulo promoveram na reunião ordinária desta semana um debate sobre as funções do Diretor do Protocolo dentro das reuniões e eventos rotários. “Uma função pouco esclarecida dentro da organização, e bastante confundida”, disse o presidente do clube rotário prudentino, o educador, Caio Roberto Pratel Ferreira, ao convidar o jornalista Márcio Cavalca Medeiros, associado do Rotary Club de Marília-Pioneiro, para a exposição do assunto, por ser o atual Diretor do Protocolo do Distrito 4510 do Rotary International. “É preciso conhecer para poder praticar”, disse o dirigente rotário local.Durante pouco mais de 60 minutos o convidado mostrou os detalhes sobre a função dentro da organização mundial, no entanto, se ateve a demonstrar as leis federais que regem todo o cerimonial formal no Brasil, com a utilização de hinos, bandeiras e ordem das autoridades. “Dentro da organização mundial não existe quase nada de forma específica”, destacou Márcio Cavalca Medeiros. “O que existe é o cumprimento da lei, para se usar e praticar de forma correta os hinos, os símbolos nacionais e principalmente a forma organizacional na composição das mesas com autoridades e a ordem das bandeiras nas panóplias”, comentou o convidado ao fazer as diferenças e promover uma série de reflexões dentro das reuniões rotárias.De acordo com Márcio Cavalca Medeiros a prática rotária é mais simples do que os rotarianos imaginam. “Observo muita discordância, discussão e até mal estar por fatos que não são normatizados dentro do Rotary, pois, o exagero e o desejo de querer fazer reuniões e eventos rotários formais em demasia tem causado muita discussão desnecessária”, falou ao comentar no encontro sobre as exageradas cerimônias de posse, transmissão de cargo e outras inventadas ao longo do tempo. “As reuniões rotárias são trabalho, de forma prática, objetiva e muito direta”, ressaltou. “É tão mais simples do que se imagina que as pessoas acham estranhos ou chegam a duvidar”, comentou Márcio Cavalca Medeiros ao apontar nos manuais, nas normas e nos códigos normativos onde se encontram as funções do diretor do protocolo.Para Márcio Cavalca Medeiros a função é confundida com a de um “cerimonialista”. “Não é isso que está normatizado”, alertou. “O diretor do Protocolo é mais uma função prática, de assistência ao presidente ou governador, do que de um expositor ou condutor do evento ou encontro”, falou. “Quem conduz a reunião ou o evento, é o presidente ou governador rotário, e não o diretor do Protocolo”, esclareceu. “A função dele no clube é mais organizacional e cuidar para que a reunião seja proveitosa do ponto de vista funcional, do que ficar se achando mais importante que o presidente ou governador”, explicou ao apresentar uma série de documentos sobre o assunto e mostrar na técnica como deve ser o trabalho num ambiente rotário.

Postado em 14 de Outubro de 2017

Reuniões Quintas-Feiras | 20:15
Alves Hotel - R. 24 dezembro,1236